Menu principal

24 fevereiro, 2011

Conformismo: atrás dos que mamam

Por Flaviana Souza

Estava pensando sobre o foco principal desse blog, a motivação. E o que motiva? Textos de auto-ajuda? Fenômenos que venceram barreiras na vida? Histórias e estórias de filmes e novelas? Sim, tudo isso motiva, mas a vida real motiva muito mais, ou pelo menos deveria.
Tem como não se encantar, por mais triste que tenham sido os meios utilizados, com o poder que o povo egípcio mostrou ter ao derrubar Mubarak? E o Chile com a presidenta Michelle Bachelet? Nós, brasileiros, temos muito o que aprender ainda. Senhor, alguém explica ao povo brasileiro que votar no Tiririca não é voto de protesto! Olhem atentamente os cifrões desse “protesto”:

Salário: R$ 26.700,00 / Ajuda Custo: R$ 35.053,00 / Auxilio Moradia: R$ 3.000,00 / Auxilio Gabinete: R$ 60.000,00 / Despesa Médica pessoal e familiar: ILIMITADA E INTERNACIONAL (livre escolha de médicos e clínicas) / Telefone Celular: R$ ILIMITADO / Ainda como bônus anual: R$ (+ 2 salários = 53.400,00) / Passagens e estadia: primeira classe ou executiva sempre / Reuniões no exterior: dois congressos.

Votem em mim então por protesto, por favor. Como eu, com a metade da idade do Tiririca, tenho o triplo da formação escolar dele, talvez ainda ganhe mais que isso.
A mensagem que eu queria deixar hoje é que a motivação não pode ser apenas pessoal, tem que ser solidária. Motivar-se por você, pelo próximo, pelo país. A motivação existe para mudar as coisas, e a Deputada Estadual Cidinha Campos sabe muito bem disso (assistam o vídeo, vale a pena, é uma lição de motivar-se pelo que se acredita). Vamos deixar nossa zona de conforto e mudar nossas atitudes e posição perante os acontecimentos que nos cercam. Lutar pelo que é certo e justo, pelo que acreditamos, mas por conformismo deixamos de lado. Não vamos deixar que os que mamam tomem conta de nosso destino.


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...