Menu principal

11 janeiro, 2011

Como parar de fumar (versão não clichê)

Escrito por Rodrigo Lobato.






Caros (as),

Sou um ex-fumante. E como todo bom ex-fumante rogo pelo bem-estar dos que fumam! Entretanto, se você acender um cigarro, não vou lhe criticar. Isso seria hipocrisia do mais baixo calão.

Eu sou da classe de smokers que entende você.

Todos têm seus motivos para parar. E eu tenho algumas dicas para aqueles que caçam inspiração na hora de deixar o vício.

Não parei com o cigarro por ser prejudicial à saúde e causar câncer*. Tenho vários amigos sedentários, não fumantes, que não conseguem dar um passo quando jogam futebol. Sobem uma ruazinha um pouco íngreme e chegam chorando ao topo. 
*Quem quiser saber mais sobre o mal que o cigarro faz, leia aqui: http://bit.ly/gH5fHz

Eu sempre fui adepto a praticar esportes e meu rendimento não melhorou por haver deixado de fumar. Porém, quem toma aquela cervejinha na sexta e acende um “cigarrets” atrás do outro conhece muito bem o que vou falar agora: o pigarro. Aliás, o nome “pigarro” já é nojento por si só. Você nunca diria pigarro em uma frase romântica. Ex: Oi, senti muito pigarro de você ontem; Nossa, você tá um pigarrão hoje, vem cá!
Se não fosse este maldito pigarro, fumar seria perfeito( #not !).

Fumar nunca seria perfeito. Sabe por quê? Porque fumar significa mergulhar em um cinzeiro. Significa ficar com cheiro de cachorro molhado por todo o dia, todos os dias!
Eu não saberia disso se uma moça (salve Renata Briquet) em um bar não tivesse me chamado de cinzeiro. Foi a primeira vez que me chamavam assim. E olha que já abusaram da criatividade ao inventar apelidos para mim (o último, Montillo, meia do Cruzeiro).
Desde este dia cheirava meu dedo a cada cigarro. Esfregava sabonete. Passava álcool gel (É absolutamente normal se você estiver cheirando seu dedo neste momento)...
Se você mesmo assim não se importa com o cinzeiro cheiro forte que fica, sugiro que peça dicas ao diretor não-fumante da sua empresa.
Sim. Eles (os cabeças das empresas) levam este assunto à mesa de almoço e você pode ser vítima do que eu chamo de Síndrome de Retenção de Gastos do Diretor de sua Empresa (Não pensei em nenhum nome melhor...) É simples: quem fuma três cigarros por dia perde cerca de 1 hora de trabalho. Com um salário médio de 3 mil por mês, estaria dando o prejuízo de 375 reais para a organização. Agora imagine uma empresa com 1.000 funcionários. 50 deles fumam. Fazendo um cálculo aproximado, cerca de 20.000 reais seriam jogados no lixo todo mês. Ou melhor: no cinzeiro.

Enviem suas dicas não clichês para aconselhar nossos queridos fumantes! É só usar hashtag #100cliche !
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...