Menu principal

17 junho, 2010

Como Motivar um Time Fraco


Claro que ninguém quer fazer parte de um time fraco, muito menos liderar um time fraco. Mas as vezes não tem jeito. Não há para onde fugir.
Você viu a cara do Parreira ontem, depois da derrota - ou do CHOCOLATE - que levou do Uruguai? Deu pena. Cara de quem está de mão atadas, de quem não tem mais coelho nenhum pra tirar de uma cartola furada.
As vezes as competências de uma pessoa, e por estas eu específico atitudes, conhecimentos e experiências, simplesmente não são suficientes para o trabalho. O cara pode ser o mais motivado do mundo, como foram os Sul Africanos, mas é forte demais, pesado demais, alto demais, corre pra burro, se daria muito bem no basquete. Para o futebol falta. Falta competência. UM TIME MOTIVADO SEM AS COMPETÊNCIAS NECESSÁRIAS PARA A VAGA nada mais é do que um bando de Sul Africanos cheio de vontade, correndo atrás da bola, tentando em vão partir pra cima.
Parreira, como líder, ainda fez a besteira de culpar o árbitro. Tudo bem, o cara expulsou errado. O goleiro não mereceu, teve impedimento. Mas para um time que se encheu de coragem, que absorveu a motivação de seu líder, que entrou em campo diante de sua nação e deu seu melhor, escutar que a culpa de tudo isso é do cara com a autoridade é desestimulante e gera mais impotência ainda. O ideal seria admitir que faltou experiência, prática, cultura do futebol e por que não enaltecer a VONTADE, a ENTREGA, a CORAGEM? Elogiar a motivação de um povo que nunca teve muito motivo para acreditar em nada é a maior recompensa que um "funcionário do futebol" pode receber.
Parreira, como líder, colou um time motivadíssimo em campo, mas não soube ponderar o fracasso, não soube preparar o grupo para o próximo desafio: A França.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...