Menu principal

31 maio, 2010

A motivação como ferramenta de crescimento

A motivação é capaz de impulsionar a sua vida e fazer com que um nível superior de excelência seja apenas o começo na sua trajetória profissional.


motivação
(motivar + -ção)
s. f.
1. Acto! de motivar.
2. Exposição dos motivos.

A motivação deve ser vista como um processo contínuo e não apenas trabalhada momentaneamente, é preciso que as pessoas entendam como são importantes para o negócio e como as atividades que exercem têm papel fundamental no dia-a-dia corporativo. Não basta somente oferecer benefícios e prêmios para manter as pessoas motivadas, é indispensável que a empresa transmita a cada colaborador que ele faz parte de algo maior e que sua contribuição é única e fundamental.
Quando o colaborador enxerga dentro de si, qual é o propósito daquilo que está fazendo, sua atitude muda, seu desempenho melhora e ele se torna mais produtivo.
O mais importante é que o colaborador saiba para qual caminho a empresa está seguindo. É preciso que o colaborador entenda qual é a sua missão e onde ele se encaixa dentro da visão da empresa. Todos os seres humanos são movidos por necessidades que precisam ser satisfeitas, e uma das principais necessidades é a de significado.
A automotivação é a capacidade da própria pessoa em se manter motivada em sua profissão. Nesse caso, os elementos que influenciam o grau de automotivação de cada um é a existência de um projeto de vida curto, médio e longo prazo. Há uma grande tendência dos brasileiros de não planejar o futuro. Quem não sabe o que quer e onde pretende chegar terá dificuldade em manter a motivação. Por outro lado, quem tem um planejamento para a vida, sabe que certas atividades profissionais e empregos são apenas etapas necessárias na caminhada rumo a um objetivo maior e tem mais facilidade para manter-se motivado mesmo em situações difíceis.
Um dos principais papéis do líder dentro das organizações é proporcionar possibilidades para satisfazer seus liderados, já que este é um caminho para aumentar a motivação e os resultados e atingir o sucesso em todos os níveis.
Cabe aos gestores das empresas entenderem mais do ser humano para poderem alavancar a sua equipe de trabalho. Ficam muito tempo focados em relatórios metas a serem alcançadas e acabam deixando de lado o fator mais importante que vai fazer com que estas metas sejam cumpridas, as pessoas. Muitas vezes as pessoas perdem a direção e acabam tendo a produtividade comprometida. Por esta razão, o motivador deve estar sempre por perto indicando o melhor caminho, afinal, as pessoas correm atrás de sonhos e sucesso e esperam ajuda para isto, que pode vir do gestor.
O Consultor Gilberto Wiesel aconselha que se mantenha o clima da equipe cada vez mais pra cima; um primeiro passo é se envolver mais com o colaborador, tenha paciência e o ensine a tê-lo também no dia-a-dia, saiba falar e ouvir, aproveite tudo isto para também aprender e tirar proveito desta relação de troca, afinal, ninguém pode dizer que é o dono da verdade sempre! Como fechamento gostaria de deixar algumas dicas para pensar e colocar em prática, pois pessoas motivadas são capazes de remover qualquer obstáculo:

· Acredite nas pessoas, faça-as entenderem que isto é verdadeiro;
· Dê oportunidade para que elas se manifestem, ouça suas opiniões, coloque em prática sua idéias, mesmo que isso no primeiro momento lhe pareça absurdo;
· Preocupe-se com os problemas delas, problemas são passageiros, nada é para sempre. E afinal, quem não têm?
· Crie um clima de amizade e comprometimento. Isto só será possível se você realmente mostrar por gestos e atitudes diários que ouve o que ela tem para dizer;
· Sorria muito, pois o sorriso contagia as pessoas;
· Renove-se sempre, pois oferecer ao outro o melhor de nós é fundamental;
· Adote a postura desarmada, pois ela transforma as relações pessoais e de trabalho em convivência harmônica. A harmonia produz cumplicidade!
· Crie o sistema de associação familiar, convidando a família do colaborador para conhecer a empresa e as tarefas desempenhadas. Esta atitude resulta no apoio e maior compreensão. Justificam a ausência diária e ensinam os filhos a importância do trabalho!
· E finalmente, entenda que nada é mais importante do que adotarmos uma postura de aprendiz. O tempo pode ser o nosso mestre! Ele entende muito sobre estratégias de motivação.
(Gilberto Wiesel é Consultor de empresas, Conferista, Empresário, Escritor, Agropecuarista. Graduado em Administração de Empresas. Especialista em motivação com formação em Qualidade Total)

Campanhas de Incentivos, premiações, promoções geralmente têm um período para começar e terminar, com isso podem até mudar algumas coisas em curto prazo, mas a mudança consistente acontece no longo prazo.
Além dos programas tradicionais como campanha de incentivo, palestras motivacionais, algumas empresas têm investido em levar os funcionários para treinamentos vivenciais outdoor, utilizando esportes radicias, arvorismo, entre outros, para despertar o trabalho em equipe, liderança e criatividade. Passar por uma experiência emocional pode ajudar a pessoa a superar limites que ela desconhecia, trazendo um novo nível de habilidade que vai ajudá-la a dar uma contribuição maior à empresa.
A pesquisa de clima organizacional é uma ferramenta para medir a satisfação interna, mas a melhor forma de avaliar a satisfação interna é acompanhar o dia-a-dia de cada pessoa.
Outra ferramenta eficaz é o Marketing de Incentivo, ele tem ajudado muito a equilibrar a questão resultado x motivação, uma ferramenta que engloba campanhas de incentivo, endomarketing, fidelização, programas de relacionamento, eventos, viagens entre outras ações que permitem, dentro de uma relação custo/benefício, para atingir os objetivos da empresa. Sustenta o tripé: motivação, reconhecimento e recompensa. É uma ferramenta que agrega valor aos participantes, partindo-se da premissa que informação é a maior de todas as motivações. Quem tem informação tem mais segurança, confiança, auto-estima e essa é a maior de todas as motivações. Cada vez mais a motivação das pessoas envolvidas com o negócio contribui para o sucesso empresarial.

“Entre um sonho e um projeto realizado, há muito, muito trabalho. As chances de Sucesso aumentam bastante se esse trabalho seguir uma estratégia e for realizado por pessoas qualificadas e motivadas”
Henrique Meirelles – presidente do FleetBoston Global.
Fonte:

Rh.com.br – Motivação: por onde devo começar? Por Fernando Oliveira
Administradores.com.br – Motivação: algumas estratégias são infalíveis para levantar sua equipe. Por Gilberto Wiesel
Administradores.com.br – A motivação como ferramenta de crescimento. Por Israel Crisóstomo
RHPortal – Estratégias para empresários motivarem sua equipes . Por Gilberto Wiesel
Portal do Marketing – Marketing de Incentivo - Ferramenta para motivar vendedores. Por Jorge Medauar

28 maio, 2010

Motivação para construir um mundo mais digno. Conscientize-se!

Já aviso de antemão que as imagens que vem a seguir são fortes.
Não abra a apresentação caso você não se sinta preparado para isso.
Trata-se de uma campanha (daquelas que recebemos por e-mail) que junta uma séria de imagens fortes, com apelo emocional a níveis estrondosos. Aquecimento global, desmatamento e violência são apenas alguns dos temas abordados nesta incrível demonstração. 
As Operárias pede-lhes, encarecidamente, que colaborem na construção de um mundo melhor. 
E como?
Tratando o próximo (e isso não se resume a seres humanos) como gostaria de ser tratado.



27 maio, 2010

As cinco regras básicas da liderança exemplar:


Dizem que liderança nasce com a gente. Seria uma virtude de berço. Eu concordo, mas também acredito que certas facetas de ser um bom líder são desenvolvidas ao longo da vida.

A principal delas é, ao meu modo de ver, o autoconhecimento. Ninguém lidera nada nem ninguém se não se conhece a fundo. E para ter autoconhecimento é preciso viver, é preciso ter o mínimo de maturidade. Não vem do berço, certo?

Outros componentes básicos da liderança são:

  • Desafiar o estabelecido: Os líderes são aventureiros, não têm medo do desconhecido, se jogam na vida. Você nunca escutará um líder dizer: "Ah, mas e se não der certo?", com essa pergunta não se lidera ninguém! O líder questiona, desafia, argumenta, quer saber o porquê das coisas serem como são.
  • Inspirar uma visão compartilhada: O líder enxerga o resultado e convence todos a seguirem em frente com um mesmo foco. O líder tem bola de cristal, vê o futuro, enxerga a luz no fim do túnel e inspira a todos a percorrer o mesmo caminho.
  • Permitir que os outros ajam: O líder acredita em empowerment. As pessoas devem ser incentivadas a resolver problemas, a tomar a iniciativa. Um líder delega. Simples assim.
  • Apontar o caminho: o líder não só dá o exemplo, mas constrói o compromisso por meio de simples ações diárias que criam o processo e o impulso. Os atos têm mais significado do que as palavras.
  • Encorajar o coração: Talvez a regra mais poética da liderança. O líder não deixa ninguém desistir, ele eleva a moral e empurra as pessoas para frente. Não deixa que ninguém perca o foco. Nós estamos acostumados a ver exemplos no cinema: BRAVE HEART é um clássico. E no futebol? O capitão que não deixa seu time desanimar depois de um gol tomado. Se bem que, no futebol, é geralmente o bônus monetário que faz esse papel. TRISTE.

26 maio, 2010

Pensar duas vezes antes de agir

A vida é feita de escolhas.


Quando você programa uma viagem em um feriado, por exemplo, são tomadas diversas decisões das quais você terá que arcar.


Por exemplo:


Um lugar tranquilo ou agitado?
Praia ou campo?
Pousada ou Hotel de luxo?
Com a família ou com a esposa?
De carro ou avião?
Barato ou caro?


E pode acreditar que as escolhas a fazer não acabarão por aí.


Levar na bagagem roupas de frio ou calor?
Comer no restaurante do hotel ou da cidade?
Deixar o telefone ligado ou desligado?


A verdade é que diversos fatores serão usados para que tomemos uma decisão. Estes poderiam ser dinheiro, exaustão, humor, tempo, clima, tendências...


Qual é o preço que pagamos por não planejar antes de fazer? Qual é o preço que sua empresa paga por não elaborar planos estratégicos que ajudam a enxergar as barreiras a serem vencidas? Você toma decisões precipitadas baseadas em "feeling"? O vídeo inserido a seguir fala sobre as consequências de uma ação impensada.

25 maio, 2010

Os princípios de uma gestão que “cutuca” a onça com vara comprida: AB INBEV

Foco em resultados. Este é o princípio básico do estilo “AB INBEV” de gerar receita.

Imagine que você foi contratado para cutucar uma onça e poderá escolher entre dois tipos de varas: a curta e a comprida. A curta com certeza te trará mais prazer, já que seus hormônios vão subir à tona e o medo será o protagonista da cena. Isto é, claro, se você não for comido pelo felino. A longa cutucará do mesmo jeito, com menos emoção, porém, com menos riscos.
Ao contratar pessoas consideradas excelentes, exigir resultados com simplicidade e nomear todos os funcionários ao cargo de donos da empresa, a AB INBEV motiva seus trabalhadores através de um estilo considerado por alguns, sóbrio e frio, e por outros, revolucionador e fervente.

Alguns dos critérios adotados pela gestão:
  1. Sonhar Grande requer a mesma energia que sonhar pequeno. Sonhamos grande para sermos do tamanho do nosso sonho.
  2. Pessoas excelentes gostam de meritocracia, informalidade e sinceridade. Além do mais, este tipo de pessoa atrai outras semelhantes, embora o inverso também seja verdade.
  3. Todos os líderes da organização precisam ter tempo disponível para atrair, desenvolver e motivar pessoas. Essa é uma responsabilidade que eles não delegam.
  4. Constante insatisfação com os resultados obtidos motiva o progresso de ascensão da marca frente às concorrentes e ao mercado.
  5. É melhor executar bem poucas coisas do que realizar mal muitas.
  6. Não perdemos tempo tentando reinventar o que já existe; copiamos o que há de melhor
  7. Todos são donos da empresa. E cada dono assume a responsabilidade pelos resultados.
  8. Bom senso e simplicidade são melhores que complexidade e sofisticação.
  9. Somos uma empresa voltada para as vendas e é essencial que estas nunca parem de crescer. Para tanto, o consumidor deve ser visto como rei.
  10. Atalhos e má-fé corroem uma empresa por dentro e a destroem


Ao ler o artigo publicado na edição de Maio-Junho de 2010 na revista HSMManagement, “Sonhos-Pessoas-Cultura: os 10 princípios de gestão da AB INBEV”, fica interminavelmente notório o uso da palavra “resultados” inúmeras vezes ao longo do artigo. Entretanto, percebe-se falta de foco na preocupação com o bem-estar e com a vida pessoal dos seus funcionários, bem como com a qualidade do serviço prestado e de seus produtos.
Conheci algumas pessoas que trabalharam na Ambev e alegaram que a pressão é muito forte. No entanto, segundo eles, depois de trabalhar ali qualquer outra empresa parece um “parquinho de diversões”.
Ainda que efetivamente todos possam ver os resultados obtidos com esta maneira de gerir pessoas, acredito que nenhuma das duas formas de cutucar a onça é correta. Não é o tamanho do pedaço de madeira que vai te trazer proteção, a forma de cutucar ou quão longe você se encontra do predador, mas sim o fato do animal não poder te atacar. Seja prendendo-o dentro de uma jaula ou usando uma focinheira.

*Artigo baseado na reportagem da revista HSMManagement,edição de Maio-Junho de 2010, “Sonhos-Pessoas-Cultura: os 10 princípios de gestão da AB INBEV”



24 maio, 2010

Entrevista Comportamental com foco em Competências


A entrevista é uma ferramenta de muita credibilidade em todo mundo, mas nem sempre usada com eficácia. Existem vários modelos de entrevista, porém, a mais atual é a Entrevista Comportamental com foco em competências. Pode-se dizer que a entrevista comportamental com foco em competências é uma investigação de competências no repertório comportamental do avaliado. Neste modelo de entrevistas, usam-se perguntas situacionais, isto é, perguntas relacionadas a situações onde o avaliado tinha necessidade de usar acompetência investigada.
As perguntas situacionais devem se referir sempre a uma situação vivenciada pelo avaliado, o que significa que são perguntas de situações do passado.
As perguntas comportamentais com foco em competências têm as seguintes características:
1. Perguntas abertas, investigando competências específicas.
2. Perguntas com verbos de ação no passado, investigando experiências vividas pelo avaliado.
3. Perguntas situacionais, abordando situações onde se faz necessário a presença da competência investigada.




Exemplos de Perguntas Comportamentais




Competências ou grupos comportamentais
Perguntas Comportamentais

1
Comprometimento
Dê exemplo de uma situação que você tenha assumido a responsabilidade, como se você fosse o dono do negócio, conte como foi.
Relate alguma situação em que o excesso de trabalho tenha trazido conseqüências negativas para sua vida pessoal?
2
Visão sistêmica
Descreva uma situação específica, onde sua visão de futuro e de mercado o ajudou a atingir uma meta.
Conte sobre alguma vez em que percebeu coisas que trariam conseqüências negativas para um determinado projeto e como agiu.
3
Espírito de equipe
Conte sobre alguma vez em que recebeu agradecimentos da equipe por alguma colaboração extra.
Relate uma situação em que você presenciou uma indelicadeza do seu cliente com uma colega de trabalho e o que fez?
4
Foco em resultados
Conte sobre algum projeto que tenha sido muito difícil chegar a um resultado satisfatório.
Qual foi o projeto mais significativo que você coordenou ou participou e como foi?
5
Flexibilidade e Inovação
Quais as mudanças mais significativas que você implementou na sua area de atuação?
Conte sobre rotinas que tenham sito modificadas por sugestões suas, como foi?
Conte sobre alguma situação que você tenha discordado de uma mudança no seu setor?
Conte sobre alguma idéia criativa que tenha trazido retorno positivo para sua área.
6
Persistência e determinação
Conte sobre alguma meta importante que você planejou alcançar e acabou desistindo e porque?
Relate alguma situação em que você tenha persistido numa idéia que ninguém acreditava e teve sucesso?
Conte sobre alguma vez em que você teve todos os motivos para desistir, mas continuou confiante e atingiu o objetivo?
7
Foco no cliente
Conte-me sobre algum conflito com um cliente interno ou externo que não tenha tido uma solução adequada.
Relate alguma situação em que tenha extrapolado a expectativa do cliente e tenha sido reconhecido por isso?
Relate alguma mudança que implementou na sua are apara melhor atender a clientes internos ou externos?
8
Relacionamento interpessoal e consenso
Qual a maior incompatibilidade que você já teve na vida profissional, fale a respeito?
Conte sobre dificuldades de relacionamento com um cliente interno, líder, par ou colega de equipe, como terminou?
Conte sobre feedbacks positivos que você tenha recebido de colegas de equipe, pares ou clientes internos?
9
Comunicação interpessoal
Descreva como você passou para sua equipe a comunicação de um novo projeto, nova metodologia ou ainda novas rotinas?
Você recebeu uma meta muito acima do esperado, como você agiu na disseminação dessa informação para sua equipe?
10
Cooperação, participação e integração
Fale sobre alguns projetos que você tenha participado espontaneamente, fora da sua área de atuação?
Conte sobre alguma situação em que você tenha sentido dificuldade em se integrar a uma equipa de trabalho?
Relate uma grande contribuição espontânea que você tenha dado num momento difícil e como foi?
11
Liderança participativa
Conte sobre feedbacks positivos ou homenagens que você tenha recebido espontaneamente da equipe?
Como você gerenciava fluxo de informações com a sua equipe de trabalho?
Como você gerenciou a comunicação interna da sua equipe?
Como você administrou a comunicação entre sua equipe e clientes internos?
Conte sobre alguma situação em que seu estilo de liderança tenha sido questionado por alguém da equipe ou pelos seus superiores hierárquicos?
12
Liderança empreendedora
Quais os maiores investimentos que você fez na sua equipe de trabalho?
O que você fazia para aumentar a produtividade da equipe?
Conte como eram suas reuniões com sua equipe e qual a periodicidade?
13
Liderança ética e comprometida
Que atitudes você tomou quando em alguma situação sua credibilidade foi colocada em cheque?
14
Liderança motivadora
Conte as ações que você implementava quando sua equipe atingia a meta?
Agora conte o que você fazia quando sua equipe não atingia a meta?
Relate uma reunião de motivação que você tenha feito com sua equipe?
Descreva uma reunião de motivação que você tenha realizado com a sua equipe?
15
Liderança Treinadora “Coach”
Relate algumas situações em que você tenha multiplicado para sua equipe, cursos ou palestras que tenha participado?
Conte como você agia com a sua equipe na implementação de um projeto novo?
Qual a maior herança que você deixou para sua última equipe?
16
Pro-atividade
Conte-me sobre alguma situação crítica em um projeto que você conseguiu prever e ter ações que impedissem um fracasso?
Fale sobre alguma situação em que sua visão de futuro o ajudou num projeto importante?
17
Organização e planejamento
Como você gerenciava metas com sua equipe de trabalho?
Descreva um projeto que tenha coordenado com a equipe em detalhes?
De que forma você influenciou sua equipe a trabalhar com planejamento?
Como você agiu com pessoas desorganizadas?
18
Tomada de decisão
Qual a decisão mais difícil que você já tomou na sua vida?, =Conte como foi.
Qual a decisão mais assertiva que já tomou e qual a mais desastrosa, conte como foi?
19
Gerenciamento do tempo
Como você administrou o seu tempo, tanto na vida profissional como pessoal?
Em que situações você sentia que estava perdendo tempo?
Como você treinou sua equipe a gerenciar tempo?
Qual a melhor contribuição que deu para equipe eliminar desperdiçadores de tempo?
20
criatividade
Em que situações você demonstrou maior criatividade na vida profissional?
Conte sobre alguma idéia brilhante que tenha se destacado?
Fale sobre algum reconhecimento que recebeu ou deveria ter recebido por uma idéia criativa que tenha tido?
Relate alguma situação onde na falta de recursos materiais, você criou uma solução inesperada?
Fale sobre alguma situação de imprevisto que você tenha lidado com sucesso?
21
Negociação, persuasão
Conte sobre alguma situação em que você tenha tido muita dificuldade para convencer alguém?
Descreva a negociação mais difícil que já administrou com sucesso?
Conte uma negociação que por maior que tenha sido seu empenho, não atingiu o objetivo?
Qual a negociação com resultado mais significativo que você administrou?
22
Empatia, saber ouvir
Com que freqüência você recebia feedbacks positivos da equipe ou clientes internos relacionados a sua atenção e capacidade de ouvir as pessoas, conte algumas situações?
Conte sobre alguma situação em que foi questionado por alguém da sua equipe por falta de tempo para dar atenção?
Fale sobre alguma situação em que você foi solidário com os sentimentos de alguém da sua equipe que passava por adversidades?
Conte alguma situação em que você percebeu alguém da sua equipe que precisando desabafar e o ouviu com atenção?
23
Resistência à frustração
Conte sobre uma situação adversa que o tenha feito desistir de um plano ou meta?
Fale sobre alguma decepção que o tenha trazido prejuízos aos seus resultados?
24
agilidade
Conte sobre alguma situação em que você foi cobrado por não conseguir cumprir prazos?
Fale sobre algum projeto que você conseguiu antecipar o prazo de conclusão?
25
Capacidade de risco
Qual o maior risco que você já correu na vida profissional?
Conte sobre alguma situação em que deixou de atingir um bom resultado por medo de arriscar?
26
Empreendedorismo
Qual o maior investimento que você fez na sua carreira profissional?
Conte sobre uma participação significativa que você tenha tido para melhorar os resultados na sua equipe.
27
disciplina
Conte sobre alguma situação em que tenha sido penalizado por transgredir alguma norma?
Relate alguma situação em que alguma norma ou política o impediu de realizar um bom atendimento a clientes?
28
Equilíbrio emocional
Relate alguma situação em que tenha perdido o controle e tido comportamentos inadequados no relacionamento profissional?
Conte sobre alguma situação difícil que tenha administrado com muita cautela, sem perder o equilíbrio da s emoções?

Bibliografia:
Livro “Ferramentas de Avaliação e Performance com foco em Competências”, Ed. Qualitymark, 2004.
Artigo retirado do blog gestaoporcompetencias.com.br (link para o post)
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...